Featured History Opinion Portuguese

A Revolução do 25 de Abril , na perspectiva do Sr. Embaixador de Portugal no Canadá, Dr. João Câmara.

No dia 22 de Abril o Dr. João Camara apareceu nos ecrans da GoLive Tv, no programa “Today in Toronto with Manuel Alexandre”.

Lembrar o 25 de Abril de 1974, foi o tema da conversa entre os dois e eu destaco algumas passagens desse diálogo.

O Sr. Embaixador sublinhou que de certa forma a “Revolução dos Cravos” acabou por lhe despertar o interesse pela política e mais tarde pela carreira diplomática. Nesse dia, há 47 anos atrás, era um jovem estudante no último ano do Liceu (antigo 7-ano) na cidade de Lisboa . 

Em 1975 entrou para a Faculdade de Direito e aí viveu o 25 de Novembro (tentativa de golpe militar por forças contrárias ao 25 de Abril). Foi um período de muita ebulição e confusão na sociedade e no meio acadêmico onde reinava uma certa anarquia e praticamente não havia aulas. Devido a esse facto o pai do Dr. João Câmara, sugeriu -lhe que fosse estudar para Coimbra onde o ambiente seria mais calmo. Não chegou a mudar-se e terminou o seu curso em Lisboa.

Segundo as suas palavras: “Portugal avançou muito devido ao 25 de Abril, era um país que estava atrasado no seu desenvolvimento, por isso apostou na integração europeia. Adotou novas formas de organização do Estado, entrou no caminho da modernização e avanço econômico. No 25 de Abril, celebramos a conquista de tres aspectos fundamentais: “Liberdade – Democracia – Estado de Direito”

Por essa altura vivia-se uma espécie de onda libertária a nível internacional e sobre isso o Sr. Embaixador referiu: “caiu o Muro de Berlim e eu próprio testemunhei grandes mudanças em África e especificamente na África do Sul” .

Em muitos países do mundo foram extintos regimes ditatoriais e a democracia foi avançando, contudo é preciso vigiar sempre, pois estes conceitos democráticos podem não estar completamente estabilizados. Por exemplo Portugal e Canadá tem mantido esses valores e modelos de bem-estar e segurança e por isso são tão atrativos para novos emigrantes.

Podemos orgulhar-nos por Portugal estar no grupo dos países desenvolvidos e seguir numa tendência positiva, atraindo bons investimentos estrangeiros”.

O apresentador Manuel Alexandre lembrou as dificuldades que existiam no antigo regime para os jovens entrarem nas universidades, pois era um privilégio para os mais ricos.

Na resposta o Dr.João Câmara realçou que felizmente hoje já não é assim e Portugal tem o país coberto com uma rede ampla de escolas, universidades e politécnicos e as oportunidades estão ao alcance de todos.

A aposta na educação e investigação tem dado grandes resultados e para reforçar isso, contou o seguinte episódio: ”na semana passada, visitei em Montreal uma empresa canadiana que se vai associar com uma empresa portuguesa de Cantanhede com o objetivo de fabricar vacinas para o Covid. O CEO dessa companhia mostrou-se impressionado com os altos padrões de qualidade e tecnologia que encontrou em Portugal. No que toca à ciência/tecnologia,Portugal dá cartas ao mundo”.

Nesta altura o Sr.Manuel Alexandre referiu que Portugal tem grandes cientistas a trabalhar por todo o mundo (referiu a NASA) a encherem de orgulho os portugueses.

Continuou o Sr. Embaixador: “É verdade que Portugal fez a aposta na Europa mas nunca esqueceu os seus amigos e o seu perfil universalista (e um global-player) que segue o modelo de desenvolvimento europeu mas mantém os laços com África,Ásia e Américas”.

A conversa derivou depois para o turismo e o Dr. João Câmara lançou um dado curioso ao afirmar que: “2 a 3% dos turistas que escolhem Portugal como destino, são canadianos e que cada vez mais optam por férias de larga duração (fugindo do Inverno canadiano)”.

Referiu-se a hospitalidade do povo portugues, a sua capacidade de aceitar a diferença e a facilidade de falar inglês principalmente entre as novas gerações e de sobremaneira no sector turístico.

Voltando ao tema da Revolução dos Cravos, despediu-se afirmando que: “O 25 Abril deve ser celebrado,principalmente para defender os três aspectos fundamentais que tinha referido anteriormente; Liberdade – Democracia – Estado de Direito, e nestes valores que Portugal e Canadá seguem unidos e empenhados em manter”.

Vários assuntos e mais convidados passaram no programa o qual pode assistir,na integra, através de (APP Go Live Tv, e redes sociais).

Carlos Lima

Leave a Reply


cnmng.ca ***This project is made possible in part thanks to the financial support of Canadian Heritage;
and Corriere.ca

“The content of this project represents the opinions of the authors and does not necessarily represent the policies or the views of the Department of Heritage or of the Government of Canada”